sábado, 31 de março de 2012

Filme do A(c)tualidades - Fúria de Titãs

Música do A(c)tualidades - Rui Veloso - Porto Sentido

sexta-feira, 30 de março de 2012

Uma hora às escuras para salvar o planeta

"O que está disposto a fazer para salvar o planeta?" O desafio dá o mote à campanha deste ano da "Hora do Planeta". Para participar, basta desligar todas as luzes entre as 20h30 e as 21h30 já do próximo sábado.




Centenas de milhões de pessoas espalhadas por milhares de cidades em vários países a repetirem um gesto, à mesma hora - é esta a ideia por detrás da iniciativa "Hora do Planeta".

Em Portugal, somam-se os apoios à iniciativa; à data de hoje mais de 80 cidades já aderiram a este movimento global e fizeram os seus compromissos, desafiando os seus munícipes a apagarem as luzes no próximo sábado, dia 31 de Março.

"A Hora do Planeta é uma oportunidade para as pessoas e comunidades em todo o mundo se unirem com o objectivo comum de um futuro sustentável para nosso planeta", explica Ângela Morgado, responsável de comunicação da WWF em Portugal.

No ano passado, mais de 5200 cidades, em 135 países, desligaram as luzes à hora marcada.

Para participar, basta desligar todas as luzes entre as 20h30 e as 21h30 já do próximo sábado.

Música do A(c)tualidades - Tiamat - Gaia

Crianças especiais - como explicá-lo aos seus filhos


Retirado do blogue lagartavirapupa - um diário de uma mãe brasileira e do seu filho autista.
Apesar de um pouco extenso aconselho vivamente a sua leitura
(em português brasileiro)

O que ensinar a seus filhos sobre crianças especiais

Por Ellen Seidman, do blog “Love That Max

Eu cresci sem conhecer nenhuma outra criança com necessidades especiais além do Adam, um visitante frequente do resort ao qual nossas famílias iam todos os verões. Ele tinha deficiência cognitiva. As crianças zombavam dele. Fico envergonhada de admitir que eu zombei também; meus pais não faziam idéia. Eles eram pais maravilhosos, mas nunca pensaram em ter uma conversa comigo sobre crianças com necessidades especiais.

E, então, eu tive meu filho Max; ele teve um AVC no nascimento que levou à paralisia cerebral. De repente, eu tinha uma criança para quem outras crianças olhavam e cochichavam a respeito. E eu desejei tanto que seus pais falassem com elas sobre crianças com necessidades especiais.

Já que ninguém recebe um “manual de instruções da paternidade”, algumas vezes, pais e mães não sabem muito o que dizer. Eu entendo totalmente; se eu não tivesse um filho especial, eu também me sentiria meio perdida. Então, eu procurei mães de crianças com autismo, paralisia cerebral, síndrome de down e doenças genéticas para ouvir o que elas gostariam que os pais ensinassem a seus filhos sobre os nossos filhos. Considere como um guia, não a bíblia!

Pra começar, não tenha pena de mim
“Sim, algumas vezes, eu tenho um monte de coisas pra lidar — mas o que eu não tenho é uma tragédia. Meu filho é um menino brilhante, engraçado e incrível que me traz muita alegria e que me enlouquece às vezes. Você sabe, como qualquer criança. Se você tiver pena de mim, seu filho vai ter também. Aja como você agiria perto de qualquer outro pai ou mãe. Aja como você agiria perto de qualquer criança.”

— Ellen Seidman, do blog “Love That Max”; mãe do Max, que tem paralisia cerebral



Ensine seus filhos a não sentir pena dos nossos
“Quando a Darsie vê crianças (e adultos!) olhando e encarando, ela fica incomodada. Minha filha não se sente mal por ser quem ela é. Ela não se importa com o aparelho em seu pé. Ela não tem autopiedade. Ela é uma ótima garota que ama tudo, de cavalos a livros. Ela é uma criança que quer ser tratada como qualquer outra criança—independente dela mancar. Nossa família celebra as diferenças ao invés de lamentá-las, então nós te convidamos a fazer o mesmo.”

— Shannon Wells, do blog “Cerebral Palsy Baby”; mãe da Darsie, que tem paralisia cerebral


Use o que eles tem em comum
“Vai chegar uma hora em que o seu filhinho vai começar a te fazer perguntas sobre por que a cor de uma pessoa é aquela, ou por que aquele homem é tão grande, ou aquela moça é tão pequena. Quando você estiver explicando a ele que todas as pessoas são diferentes e que nós não somos todos feitos do mesmo jeito, mencione pessoas com deficiências também. Mas tenha o cuidado de falar sobre as similaridades também—que uma criança na cadeira de rodas também gosta de ouvir música, e ver TV, e de se divertir, e de fazer amigos. Ensine aos seus filhos que as crianças com deficiências são mais parecidas com eles do que são diferentes.”

— Michelle, do blog “Big Blueberry Eyes”; mãe da Kayla, que tem Síndrome de Down


Ensine as crianças a entender que há várias formas de se expressar
“Meu filho Bejjamin faz barulhos altos e bem agudos quando ele está animado. Algumas vezes, ele pula pra cima e pra baixo e sacode os braços também. Diga aos seus filhos que a razão pela qual crianças autistas ou com outras necessidades especiais fazem isso é porque elas tem dificuldades pra falar, e é assim que elas se expressam quando estão felizes, frustradas ou, algumas vezes, até mesmo por alguma coisa que estão sentindo em seus corpos. Quando Benjamim faz barulhos, isso pode chamar a atenção, especialmente se estamos em um restaurante ou cinema. Então, é importante saber que ele não pode, sempre, evitar isso. E que isso é, normalmente, um sinal de que ele está se divertindo.”

— Jana Banin, do blog “I Hate Your Kids (And Other Things Autism Parents Won’t Say Out Loud)”; mãe de Benjamin, que é autista


Saiba que fazer amizade com uma criança especial é bom para as duas crianças
“Em 2000, quando meu filho foi diagnosticado com autismo, eu tive muita dificuldade em arrumar amiguinhos para brincar com ele. Vários pais se assustaram, a maior parte por medo e desconhecimento. Fiquei sabendo que uma mãe tinha medo do autismo do meu filho ser “contagioso”. Ui. Treze anos mais tarde, sou tão abençoada por ter por perto várias famílias que acolheram meu filho de uma forma que foi tão benéfica para o seu desenvolvimento social. Fico arrepiada de pensar nisso. A melhor coisa que já ouvi de uma mãe foi o quanto a amizade com o meu filho foi importante para o filho dela! Que a sua proximidade com o RJ fez dele uma pessoa melhor! Foi uma coisa tão bonita de se dizer. Quando tivemos o diagnóstico, ouvimos que ele nunca teria amigos. Os amigos que ele tem, agora, adorariam discordar. Foram os pais deles que facilitaram essa amizade e, por isso, serei eternamente grata.”

— Holly Robinson Peete, fundadora (com o marido Rodney Peete) da Hollyrod Roundation; mãe do RJ, que é autista (é ele, na foto abaixo, com sua irmã Ryan)


Encoraje seu filho a dizer “oi”
“Se você pegar seu filho olhando pro meu, não fique chateada — você só deve se preocupar se ele estiver sendo rude, mas crianças costumar reparar umas nas outras. Sim, apontar, obviamente, não é super educado, e se seu filho apontar para uma criança com necessidades especiais, você deve dizer a ele que isso é indelicado. Mas quando você vir seu filho olhando para o meu, diga a ele que a melhor coisa a fazer é sorrir pra ele ou dizer “oi”. Se você quiser ir mais fundo no assunto, diga a ele que crianças com necessidades especiais nem sempre respondem da forma como a gente espera, mas, ainda assim, é importante tratá-las como tratamos as outras pessoas.”

— Katy Monot, do blog “Bird On The Street”; mãe do Charlie, que tem paralisia cerebral.


Encoraje as crianças a continuar falando
“As crianças sempre se perguntam se o Norrin pode falar, especialmente quando ele faz seu “barulhinho alto corriqueiro”. Explique ao seu filho que é normal se aproximar de outra criança que soa um pouco diferente. Algumas crianças podem não conseguir responder tão rápido, mas isso não significa que elas não tem nada a dizer. Peça ao seu filho para pensar no seu filme favorito, lugar ou livro—há grandes chances da outra criança gostar disso também. E a única forma dele descobrir isso é perguntando, da mesma forma que faria com qualquer outra criança.”

— Lisa Quinones-Fontanez, do blog “Autism Wonderland”; mãe do Norrin, que é autista



Dê explicações simples
“Algumas vezes, eu penso que nós, pais, tendemos a complicar as coisas. Usando alguma coisa que seus filhos já conhecem, algo que faça sentido pra eles, você faz com que a “necessidade especial” se torne algo pessoal e fácil de entender. Eu captei isso uns anos atrás, quando meu priminho me perguntou “por que o William se comunicava de forma tão diferente dele e de seus irmãos”. Quando eu respondi que ele simplesmente nasceu assim, a resposta dele pegou no ponto: “Ah, assim como eu nasci com alergias”. Ele sabia como era viver com algo que se tem e gerenciar isso para viver diariamente. Se eu tivesse dito a ele que os músculos da boca de William tem dificuldade em formar palavras, o conceito teria se perdido na cabeça dele. Mas alergia fazia sentido pra ele. Simplicidade é a chave.”

— Kimberly Easterling, do blog “Driving With No Hands”; mãe do William e da Mary, ambos com Síndrome de Down


Ensine respeito às crianças com seus próprios atos
“Crianças aprendem mais com suas ações que com suas palavras. Diga “oi” para a minha filha. Não tenha medo ou fique nervosa perto dela. Nós realmente não somos tão diferentes de vocês. Trate minha filha como trataria qualquer outra criança (e ganhe um bônus se fizer um comentário sobre o lindo cabelo dela!). Se tiver uma pergunta, faça. Fale para o seu filho sobre como todo mundo é bom em coisas diferentes, e como todo mundo tem dificuldades a trabalhar. Se todo o resto falhar, cite a frase do irmão de Addison: “bem, todo mundo é diferente!”.”

— Debbie Smith, do blog “Finding Normal”; mãe de Addison, que tem Trissomina 9


Ajude as crianças a ver que, mesmo crianças que não falam, entendem
“Nós estávamos andando pelo playground e a coleguinha da minha filha não parava de encarar o meu filho, que é autista e tem paralisia cerebral. Minha filha chamou a atenção da colega rapidinho: “Você pode dizer “oi” pro meu irmão, você sabe. Só porque ele não fala, não significa que ele não ouve você”. Jack não costuma falar muito, mas ele ouve tudo ao redor dele. Ensine aos seus filhos que eles devem sempre assumir que crianças especiais entendem o que está sendo dito, mesmo sem poderem falar. É por isso que eles não vão dizer “o que ele tem de errado?”, mas poderão até dizer “Como vai?”.”

— Jennifer Byde Myers, dos blogs “Into The Woods” e “The Thinking Person’s Guide To Autism”; mãe do Jack, que tem autismo e paralisia cerebral.


Inicie uma conversa
“Nós estávamos no children’s museum e um garotinho não parava de olhar para Charlie com seu andandor, e a mãe dele sussurrou em seu ouvido para não encarar porque isso era indelicado. Ao invés disso, eu adoraria que ela tivesse dito “esse é um andador muito interessante, você gostaria de perguntar ao garotinho e à sua mãe mais a respeito dele?”.”

— Sarah Myers, do blog “Sarah & Joe (And Charlie Too!)”; mãe do Charlie, que tem paralisia cerebral


Não se preocupe com o constrangimento
“Vamos combinar de não entrar em pânico caso seu filho diga algo embaraçoso. Você sabe, tipo se nós estivermos na fila do Starbucks e o seu filho olhar para a Maya e pra mim e disser algo como “Eca! Por que ela está babando?” ou “Você é mais gorda que a minha mãe”. Embora esses não sejam exemplos ideais de início de conversa, eles mostram que o seu filho está interessado e curioso o suficiente para fazer contato e perguntar. Por favor, não gagueje um “mil desculpas” e arraste seu filho pra longe. Vá em frente e diga baixinho o pedido de desculpas, se você precisar, mas deixe-me aproveitar a oportunidade: vou explicar a parte da baba e apresentar Maya e contar da paixão dela por crocodilos, e você pode ser a coadjuvante no processo, dizendo “lembra quando nós vimos crocodilos no zoológico?” ou coisa parecida. Quando chegarmos ao caixa, o constrangimento vai ter passado, Maya terá curtido conhecer alguém novo, e eu terei esperanças de que seu filho conseguiu ver Maya como uma criança divertida, ao invés de uma “criança que baba”. (E eu irei simplesmente fingir que não ouvi a parte do “mais gorda que a minha mãe”).”

— Dana Nieder, do blog “Uncommon Sense”; mãe da Maya, que tem uma síndrome genética não diagnosticada

Ronaldo e Mourinho a caminho do Manchester City



quinta-feira, 29 de março de 2012

Liga Europa - Sporting 2 - 1 Metalist

O Sporting está mais perto do apuramento para as meias-finais da Liga Europa, ao vencer o Metalist por 2-1. Ao poderio sul-americano do adversário, o leão respondeu com um argentino, mas teve de esperar pela segunda parte. O que começou cinzento esteve perto de terminar cheio de cor, não fosse um penalty convertido nos descontos a equilibrar a eliminatória. Mas nem isso impediu o Sporting de continuar imbatível em casa há 11 jogos consecutivos na Europa. Izmailov, aos 51 minutos, abriu o marcador, Insúa fez o segundo de bola parada, Cleiton Xavier reduziu para os ucranianos.


Rei Ghob - Pena de prisão



Comando para machos

Alguém vislumbra alguma utilidade...

Álvaro Santos Pereira - ... o primeiro a ser despedido




Bandex - Ana Drago

Ana Drago responde num tom certeiro a um deputado do PSD. 
Entretanto, Passos Coelho chama piegas às pessoas que se queixam, mesmo se estiverem a passar por grandes dificuldades, como é o conhecido caso do presidente Cavaco.


Entrevista de Pedro Passos Coelho à TVI

Entrevista à TVI 28/03/2012 


quarta-feira, 28 de março de 2012

Sugestão para quem necessita de pintar a casa

Trio, que para ultrapassar a crise, abre empresa de pintura de interiores...



Pena não terem facultado o contacto.

Língua Portuguesa por 120€

A taxa moderadora na Saúde já não é novidade.
A taxa moderadora que irá ser cobrada na Educação já causará alguma surpresa, certo?

Pois... os emigrantes portugueses na Europa vão passar a pagar ao Estado português 120 euros anuais por cada filho que frequente aulas de língua materna nos países de acolhimento. Estas aulas, que até agora eram gratuitas, são asseguradas pela rede oficial de ensino de português no estrangeiro, sendo os professores contratados e pagos pelo Estado português. A Constituição estabelece que incumbe ao Estado assegurar o ensino da língua portuguesa aos filhos dos emigrantes, mas... para breve por 120€ anuais.


Prevenir o roubo de Identidade - estás preparada(o)


Será que:
 sabemos quais os riscos do roubo de identidade;
conhecemos o nosso grau de exposição;
preocupamo-nos ou achamos que só acontece aos outros.

A Comissão Nacional de Proteção de Dados publicou na sua página um teste de auto-avaliação relacionado com este assunto. Vale a pena perder um pouco de tempo respondendo ao questionário e surpreenda-se.


Pacote laboral discutido na assembleia

Hoje é dia de discussão, no Parlamento, das leis laborais e segundo o jornal Público as novidades antevêm-se acutilantes.


A ver:
Despedimento por inadaptação mais fácil,

Empresas decidem critérios de extinção dos postos de trabalho,

Indemnizações mais baixas a partir de Novembro

Trabalho extra pago a metade e com direito a menos descanso

Menos feriados e férias

Pontes podem ser férias obrigatórias e falta implica perda de salário



Anúncio BES - Cristiano Ronaldo

Não, não recebo comissão do Banco Espírito Santo, são uns "comedores" como tantos outros. Não fosse o setor que o deu o seu forte contributo para a situação em que nos encontramos.

Partilho este vídeo, pela mensagem que transmite: "Investe em ti".


Eu acrescentaria, "Investe em ti e nos teus".
Os filhos são um investimento pessoal, e para além da atenção, carinho, dedicação, requerem também um investimento precioso que é a educação.
A educação é um dos melhores investimentos que se pode fazer. Investir em educação traz vários benefícios, que vão desde a satisfação pessoal até uma melhor colocação no mercado de trabalho.
Pode parecer "ingrato", pois todos os pais têm apenas uma e só uma oportunidade na vida de educar bem os seus filhos, convém pois que a aproveitem e proporcionem aos seus filhos a melhor educação possível.
É certo que as crianças são também fruto do meio que as rodeia e das relações que estabelecem com outras pessoas que não os pais, mas também não há dúvidas em relação ao papel determinante dos pais na formação do carácter dos filhos.
A educação dos filhos é a maior responsabilidade que temos a nosso cargo, sendo que a nossa tarefa é formar "adultos" e não crianças, devemos desde cedo apostar em educar o seu autodominio, ou seja, a capacidade de se negarem a si próprios, de desfrutarem as coisas boas da vida com moderação, de prescindir dos "louros" e gratificações, de ser "senhor/a" de si. Desde cedo também devemos apostar na educação da coragem, coragem em superar as dificuldades, mesmo a falta de conforto físico e a dor. Certamente já reparámos que muitas vezes as crianças caem, e por vezes se ninguém olha para elas continuam a sua brincadeira levantando-se contentes da vida, mas se olhamos ou tecemos qualquer comentário desatam num pranto... Aqui começa a educação da coragem:)!
O ser prudente, ser capaz de fazer bons raciocínios das coisas e das pessoas, de perceber o que é bom e o que é mau, o que é feio e o que é bonito, também não pode ser descurado desde a infância, o mesmo acontece com a noção de justiça, que implica a aceitação do outro, esse outro que tem direitos e que também me cabe a mim tratar da sua felicidade.


Para sermos bons pais, temos efetivamente de ser pessoas melhores, devemos esforçar-nos por isso, por ser "pessoas exemplo" - exemplares. Portanto, graças aos nossos filhos, também nós podemos (e devemos) aperfeiçoar o nosso carácter e engrandecer o nosso coração! É também a nossa capacidade de liderança que os ajuda a formar o seu carácter.

O nome da criança - versão 2.0

Como se não chegasse já o nome da primeira filha do casal  Luciana e Djaló, Lyonce Viiktórya, a sua segunda filha foi contemplada com um não menos curioso Lyani Viiktórya.

A propósito dos tão despropositados nomes surge, da autoria de Vasco Palmeirim, da Rádio Comercial, duas versões cantadas (uma para cada nome) para o nome das crianças.

Para a primeira filha:



Mais recentemente, para a segunda filha:

A tradição ainda é o que era - cão persegue gato

Um gato louco irrompeu no campo de jogo. A mascote da equipae Maccabi TelAviv tentou apanhá-lo, mas... foi muito lento.

Porto - Melhor destino europeu 2012



Escolhido entre vinte cidades candidatas, previamente selecionadas por um júri daquela organização, o Porto ocupa o primeiro lugar do top 10: Porto, Viena, Dubrovnik, Praga, Bruxelas, Berlim, Budapeste, Lisboa, Florença e Edimburgo.

O Porto afirma-se uma vez mais como um destino de eleição, na opinião de muitos dos 212.688 votantes que decidiram este resultado.

Que dúvidas não haja que a cidade do Porto é das cidades mais bonitas da Europa







Para destino turística ainda tem algum património a necessitar de intervenção.





Não seria melhor reflectir sobre o modelo de crescimento urbano que temos tido? Parar para pensar?
O que deve ser feito, passa por planeamento intermunicipal e por uma nova forma de encarar o território, a qualidade de vida, a energia e a mobilidade, o bem-estar social e a sustentabilidade. E não esquecer que todos estes factores se relacionam intimamente!
Preocupante não é tanto a imagem da indústria de construção. Preocupante é a imagem (a realidade) do país, da paisagem, das cidades, e a forma como se vai degradando a vida quotidiana das pessoas, agravado pela senda da crise que nos assola e entra dentro das nossas casas diariamente.

terça-feira, 27 de março de 2012

Dia Mundial do Teatro

Hoje assinala-se o Dia Mundial do Teatro


Teatro, que atualmente, é já quase um espetáculo de luxo, taxado a 23% de IVA.
Cada vez mais o teatro está a tornar-se num bem inacessível para a maior parte das pessoas. Porém, nem sempre assim foi. 
Na Antiguidade, na Idade Média e ainda mais tarde, muitas vezes as peças eram representadas em locais públicos, de acesso gratuito, ou quase. 
Grupos de atores e cantores itinerantes sobreviviam graças à generosidade dos assistentes, que, de acordo com as suas possibilidades, ofereciam contribuições em dinheiro ou géneros aos artistas.
Nos tempos que correm, já assistimos a tanto teatro, atuações dignas de verdadeiros atores, ...

Liga dos Campeões - Chelsea bate Benfica na Luz



Um golo de Kalou, aos 75 minutos, permitiu ao Chelsea vencer o Benfica pela margem mínima, na Luz, ganhando vantagem importante nos quartos de final da Liga dos Campeões. O avançado marfinense concluiu no coração da área um contra-ataque conduzido por Torres, na direita, depois de o espanhol ter deixado Jardel para trás.

Até ao golo dos «blues», o equilíbrio tinha sido a nota dominante de uma partida em que o Benfica teve a sua melhor fase no início da segunda parte, altura em que teve as melhores ocasiões: primeiro Cardozo rematou forte para David Luiz salvar sobre a linha, depois Jardel cabeceou, para grande defesa de Petr Cech. Pelo meio, um lance polémico, com Maxi Pereira a cruzar para um corte de Terry com o braço. O árbitro italiano mandou jogar, considerando o lance casual. Com este resultado, o Benfica está obrigado a ganhar em Londres no jogo da segunda mão, no próximo dia 4 de Abril.

Música do A(c)tualidades - Os azeitonas - Anda comigo ver os aviões


Para quem ama o desporto

Braga - líder isolado





Fogos em Portugal

Ainda não entramos no abril e os fogos já são mais do que as mangueiras...

"Incêndio lavra em zona sensível do Parque Nacional da Peneda-Gerês"

"Incêndio interrompe comboios da Linha de Sintra"


"Treze concelhos em risco "muito elevado" de incêndio"

"Incêndio de grandes dimensões em Penacova"

"Incêndio dominado na Trofa"

... o pior é que não há dinheiro para bombeiros, nem para pessoal para vigiar as matas...(com tanta malta desempregada).

Finalmente Cavaco Silva agiu, perante os confrontos no Chiado

Bandex - Na Suiça

Boa onda...


Prestação da casa mais barata

Taxa de juro mantém tendência de queda

Seixal - derrocada num aniversário

Derrocada de um prédio no Seixal deixou nove pessoas feridas, na freguesia da Torre da Marinha, Seixal. 

O colapso de um piso do edifício deu-se às 22h30 desta segunda-feira. O terceiro andar de um prédio na Torre da Marinha desabou, deixando nove feridos ligeiros.
Os bombeiros sondaram oito vítimas, mas deram-se conta de que afinal existia uma outra, prefazendo um total de nove feridos.

Segundo a agência Lusa, as vítimas foram atingidas pelos escombros do desmoronamento da laje do terceiro andar , prédio este situado na, Rua Dr. Arlindo Vicente e já com 40 anos de existência. 

Joaquim Santos, vereador da Câmara Municipal do Seixal, esteve presente no local do acidente e afirmou que todos os moradores foram evacuados do prédio, a fim de os bombeiros procederem a uma avaliação de segurança. A luz e o gás também foram cortados temporariamente, evitando assim qualquer outro problema.

No total, ficaram desalojadas 19 pessoas, das quais nove serão alojadas em casas de familiares e as restantes dez vão ser realojadas pela Câmara Municipal.


Alguns dos moradores do prédio dizem que o andar por baixo do piso que ruiu fez obras há poucos anos. A Câmara do Seixal diz que não tem, nos registos, o pedido de licenciamento de obras. 
Esta manhã o prédio continuava fechado.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Música do A(c)tualidades - Sting - Ne me quittes pas

António Tabucchi

António Tabucchi
[1943 - 2012]


"Daqui a pouco, quando deixar de ouvir a minha respiração, abra a janela de par em par, deixe entrar a luz e os barulhos do mundo vivo, são seus, meu é o silêncio. E vá-se embora imediatamente, feche a porta e deixe ficar o cadáver, aquilo não sou eu, (...)"
António Tabucchi

Corrupção no Reino Unido

O vídeo que levou à demissão  de Peter Cruddas, tesoureiro do partido do governo inglês:



A reação de David Cameron:




Estou crente que este caso, por cá, nunca seria divulgado. Porquê? 
- O vídeo nunca seria divulgado, pois seria considerado ilegal, uma vez que o visado não tinha dado o aval para a filmagem ser realizada;
- O seu conteúdo (do vídeo) seria considerado do foro privado, logo não poderia tornar-se público;
- Uma nova comissão de trabalhado iria ser formada, para a investigação do sucedido, que daria... pois, em nada;
- Não haveria, de todo, demissões, pois o alvo deste vídeo estaria a ser vítima de uma cabala, e a situação estaria ser politizada,....
Entenderam, certo.

Mas... afinal... não há registos.





Mas afinal, todas aquelas fotos e aqueles vídeos, não são suficientes para explicar o que aconteceu. Que mais é necessário para que o sr. presidente "diga de sua justiça".

Metas na vida

Na vida, temos que, diariamente, tomar várias e pequenas decisões. Do somatório dessas decisões surge o domínio que temos da nossa própria vida.

Cada decisão tem um propósito e, quando se domina a própria vida, passa-se a ter o seu próprio propósito.

Um velho ditado índio, relativo aos conflitos internos:
 "Dentro de mim existem dois lobos, um deles é cruel e mau, o outro é muito bom e dócil. Os dois estão sempre a lutar... 
 O vencedor dessa luta será aquele que eu alimentar

As decisões que tomamos, são preponderantes e responsáveis para o nosso sucesso, para o facto de conseguirmos ou não atingir as nossas metas.

Porém, fatores externos são (infelizmente), também, responsáveis pelo alcance desse sucesso.

Senão, vejamos...





James Cameron - "Bater no fundo nunca soube tão bem"

Devidamente contextualizada, perceberemos a grandiosidade desta afirmação...





O diretor dos filmes Titanic e Avatar, James Cameron, voltou são e salvo para a superfície depois de realizar um mergulho submarino à parte mais profunda conhecida do Oceano Pacífico, informaram os organizadores.

"Jim Cameron voltou à superfície. Parabéns por este histórico mergulho solitário à parte mais profunda do oceano", indicou por meio da rede social Twitter a missão Deep Sea Challenge, que organiza a expedição.

A National Geographic, parceira da expedição, indicou que Cameron havia atingido em seu sumarino, projetado para a ocasião, a zona mais profunda conhecida do oceano, situada a 10.898 m, nesta segunda-feira,  nas Fossas das Marianas.

Cameron é a primeira pessoa a um mergulho sozinho ao fundo da fossa, conhecida como abismo Challenger (Challenger Deep), ao sudoeste das americanas Ilhas Guam.

Congresso PSD - Momentos engraçados

Terminado o congresso, visualizaremos aqui alguns apontamentos, pontuais, de "bom humor"


Luta no trânsito - Road rage

A situação decorreu no Brasil, mas poderia muito bem ter sido em Portugal.  

Uma história como tantas outras... em que ninguém cede. Não há paciência, apita-se, tenta-se chegar primeiro para ganhar alguns segundos, aperta-se aqui, não se facilita acolá, enfim a verdadeira selva urbana...


Pedido de ajuda - Afonso (boas notícias)

Uma vez mais, repasso do blogue Aventar dando boas notícias.



"A mobilização em torno do Afonso tem sido fantástica. E gotinha a gotinha estamos a conseguir. Hoje (2ª feira, 26 de março de 2012) temos na conta do Afonso 6500 euros.
Como se pode ler no Perfil da Madrinha do Afonso:
“Tem sido fantástico. Vamos conseguir! Muito obrigada a todos!”
Ainda faltas tu? Um euro! Não pedimos mais! Um euro!"


domingo, 25 de março de 2012

Música do A(c)tualidades - Aurea - Okay Alright

Events-zone - portal de divulgação da agenda cultural de Portugal

Neste portal pretende-se fazer a divulgação da agenda cultural de Portugal, reunindo num só lugar a vasta oferta do cartaz de eventos do país, dos locais de espetáculos, dos artistas, das regiões, dos museus e galerias de exposição.


Neste portal pretende-se fazer a divulgação da agenda cultural de Portugal, reunindo num só lugar a vasta oferta do cartaz de eventos do país, dos locais de espectáculos, dos artistas, das regiões, dos museus e galerias de exposição.



Liga Zon Sagres - Resumo Sporting vs Feirense


Grande Prémio da Malásia - Vídeo


Liga Zon Sagres - Golos Paços de Ferreira vs FC Porto


Liga Zon Sagres - Resumo Olhanense - Benfica


Observatório Da Língua Portuguesa

Constituído em Junho de 2008, o OLP - Observatório da Língua Portuguesa é uma associação sem fins lucrativos que tem por objectivos contribuir para:
- o conhecimento e divulgação do estatuto e projecção no Mundo da Língua Portuguesa;
- o estabelecimento de redes de parcerias visando a afirmação, defesa e promoção da Língua Portuguesa;
- a  formulação de políticas e decisões que concorram relevantemente para a afirmação da Língua Portuguesa como língua estratégica de comunicação internacional.


Pedido de ajuda - Afonso

Pela veracidade dos factos aqui apresentados, tomei a decisão de divulgar este pedido de ajuda.

Retirado do blog Aventar

O Afonso é um menino de Rio Tinto conhecido dos autores do Aventar. É um caso real e cujo apoio é assumido pelo Aventar. É uma causa Aventar com a data de hoje (março de 2012).


O Afonso, de 4 anos, tem uma doença que não foi ainda identificada pelos médicos.Tem tratamentos diários muito dispendiosos e a família está naturalmente a viver todo o processo com enorme sofrimento. O Afonso tem tido acesso ao que é necessário para os cuidados médicos.

Mas tem a sua mobilidade completamente limitada porque os Pais não conseguem comprar algum material, muito dispendioso para permitir ao Afonso “fugir” do caminho entre casa e o Hospital.

Queremos ajudar o Afonso a ter um bocadinho mais de qualidade de vida.

A família está a levar a cabo uma campanha a que o Aventar se quer associar. Um euro que seja. Vamos. Seja um beija-flor!

O NIB é 0033 0000 00098983748 05, do Millenium e em nome de Ana Isabel Carvalho Poínhas da Silva.

Nota: diariamente vamos colocar neste post o valor alcançado.

Nota 2: por questões que se prendem com o nosso dever de respeitar a privacidade da família não queremos partilhar mais informações. A foto do Afonso surge para que sintam ser uma campanha honesta e real em torno de um menino que precisa da nossa ajuda. Se quiserem alguma informação extra, por favor contactem-nos.

sábado, 24 de março de 2012

A importância de um bom pequeno almoço

Um bom pequeno-almoço. Toda a gente já ouviu dizer que o pequeno almoço é a refeição mais importante do dia, e isso não é por acaso. Os benefícios de um bom pequeno-almoço são visíveis no seu dia-a-dia.

Notará de imediato um aumento de energia no seu quotidiano. Quando você está a dormir é como se o seu corpo estivesse a descarregar energia, e por isso um bom pequeno-almoço restaurará a energia necessária para que o corpo funcione de forma correcta. Esta energia ao longo do dia melhorará também a sua disposição geral.

As pessoas que tomam pequeno almoço vão-se sentir sem fome ao longo da manhã e é menos provável que comam um snack a meio da manhã ou comam em excesso ao almoço. É por isso que quem está a tentar perder peso não deve fazê-lo tentando saltar o pequeno almoço, mas sim evitando refeições mais fortes ao longo do dia.


Os estudos demonstram também que adultos que tomam pequenos almoços saudáveis são mais eficientes ao longo do seu dia de trabalho. Nas crianças os efeitos notam-se mais: crianças que não tomam pequeno-almoço estão mais sonolentas na escola, têm mais dificuldades de concentração e estão mais sujeitas a comer na escola comida menos saudável. Para quem pratica desporto o pequeno-almoço é fundamental do ponto de vista energético.


É também ao pequeno almoço que temos oportunidade de consumir alimentos ricos em nutrientes, como cereais, fruta e produtos lácteos. Estes alimentos são particularmente importantes para crianças e jovens em desenvolvimento, garantindo que recebem todas as vitaminas e minerais que precisam.

Existe uma grande variedade de alimentos que podemos incluir num pequeno almoço saudável, com cereais integrais, fruta e leite a serem excelentes alimentos para começar o dia. 

Muitas pessoas não gostam ou não estão habituadas a comer de manhã. Devem por isso começar com algo simples, como um pedaço de tosta ou metade de um iogurte. Com o tempo, o organismo habitua-se a receber comida logo de manhã e aí pode aumentar a quantidade de alimentos que o seu pequeno almoço inclui. Se se passar muito tempo entre a altura em que acorda e que toma o pequeno-almoço, experimente beber um copo de água ao acordar e passado cerca de uma hora o seu organismo já estará pronto para um pequeno almoço normal.

Se pelo contrário é uma pessoa sem tempo de manhã, tente ter em sua casa alimentos que possa levar consigo para comer pelo caminho, como bolachas integrais, iogurtes líquidos, pacotes de leite ou snacks de queijo. No entanto estas opções devem ser utilizadas se estiver mesmo sem tempo, pois o pequeno-almoço deve ser tomado antes do corpo começar a gastar energia.

Mesmo sabendo da importância desta refeição, há muitas pessoas que não o tomam por diversas razões, sendo as mais comuns a falta de tempo devido às correrias da manhã, falta de apetite logo ao acordar ou o facto de estarem a tentar controlar o seu peso.

Então:
Falta de tempo?
• Tente levantar-se 5-10 minutos mais cedo e prepare um pequeno-almoço simples.
• Leve-o consigo (iogurte líquido, fruta, pão ou bolachas) e coma-o pelo caminho.

Falta de apetite?
• Comece por incluir um alimento ligeiro, e progressivamente adicione-lhe um segundo e depois um terceiro.
• Escolha alimentos ricos em nutrientes e leves: leite ou derivados meio gordos ou magros, frutos e alimentos do grupo dos cereais (pão, cereais, bolachas, etc.).

Controlo de peso?
Saiba que se o pequeno-almoço for omitido, entra-se num período de jejum de 14 ou mais horas, provocando uma diminuição do metabolismo, na tentativa de o organismo preservar as suas reservas energéticas.
O pequeno-almoço quebra o jejum e aumenta bruscamente o metabolismo. Se se saltar esta refeição, está a contribuir-se para a "poupança" energética. Ao conservar energia não se consegue perder peso. Além disso, quem não come ao acordar ficará com muito mais fome ao longo da manhã, sendo atraído por alimentos mais calóricos e comendo, naturalmente, mais.

Pequenos-almoços equilibrados:
• 1 copo de leite + 1 pão com fiambre + 1 copo pequeno de sumo de laranja
• 1 taça de leite com cereais + 1 peça de fruta
• 1 taça de iogurte com fruta aos pedaços + 4 bolachas pouco doces (Maria, torrada, água e sal ou integral)
• 1 pão com queijo + 1 sumo ou 1 peça de fruta
• 1 copo de leite batido com fruta + 1 pão com fiambre ou doce


Bom apetite!

Como os tugas são vistos em Hollywood

As participações portuguesas não abundam no mundo do cinema e da televisão. Por outro lado, não é raro encontrar algumas das maiores estrelas de Hollywood a falar de Portugal, dos portugueses e mesmo a tentarem dizer algumas palavras em português.
Alguns exemplos...

Educação - Não imputem essa responsabilidade SÓ à escola

Nos países onde prevalece uma boa educação, há respeito e zelo pelo cumprimento das leis, condena-se a corrupção e os privilégios, pratica-se a cidadania. Em consequência disso, há desenvolvimento.
As nações que priorizam e valorizam a educação , a ascensão profissional-económica, surge através do esforço em anos de estudo e trabalho. O contrário ocorre nos países que não valorizam a educação, desprezando-a,  manipulando-a, em que a maioria visa uma mudança de vida sem dedicação e esforço, quer uma ascensão a partir de prémios lotéricos, no ramo artístico, desportivo, delinquência, ...
O desenvolvimento é uma questão cultural.A cidadania é exercida, por uma população fortemente académica e instruída de conhecimento. No geral essas pessoas apresentam bom poder aquisitivo.

Enquanto isso, nos países onde a educação é esquecida, desprezada e até mesmo manipulada, as pessoas a todo o momento são facilmente corrompidas entre outras atitudes questionáveis que, ocorridas coletivamente, comprometem o crescimento político-econômico-administrativo do país.
A educação é fundamental para a transformação de uma nação, pelo que os países que não valorizam a ética, o trabalho e a educação em geral, apresentam economias frágeis,  refletindo-se em todas as estruturas; a habitação, a saúde, a qualidade e expectativa de vida. 

A responsabilização da educação, naturalmente, não pode ser unicamente imputada ao estado/ministério de educação/escola/professores.
Percebemos que a família tem papel fundamental, embora muitas delas estejam a conceder toda esta responsabilidade à escola. 

Realizando uma análise comparativa da vida social, económica e familiar atual com a de umas gerações anteriores, recordamos que antes as famílias tinham uma estrutura muito específica em que, as mães eram donas de casas e tinham como obrigação educar seus filhos, impor regras, respeito para com os próximos... e os pais saiam para trabalhar, pois eram responsáveis pelo sustento da casa. 

Atualmente, deparamos-nos com uma realidade diferente. 
Desde algumas décadas as mulheres têm lutado (e justamente) para ter os mesmos direitos sociais e laborais dos homens.
Ao longo dos tempos foram dadas oportunidades de vencer profissionalmente, e são cada vez mais as mulheres que ocupam cargos importantes, entre outros.
Cada vez menos está intrínseca a ideia que, às mulheres, as suas funções, são limitadas às atividades domésticas e familiares, não lhes sendo dadas oportunidades profissionais.
Desta forma, pais e mães, ocupam os mesmos espaços e horários laborais, não sobrando muito tempo para a sua prole, que acaba por passar muitas horas nos estabelecimentos de ensino, A.T.L., entre outros.
As escolas recebem, com frequência, crianças doentes, carentes de afetividade, agressivas, ...

Quando se fala de educação, o seu conceito, atualmente, deverá ser exponencialmente alargado.
Na escola não se aprende apenas a ler e escrever, mas também a  disciplina, as regras de uma boa convivência, as amizades, os afetos, as paixões, as atitudes, tudo aquilo que os ajudam diariamente a resolver suas dificuldades dentro e fora da escola e a formar cidadãos autónomos, livres de pensamento e capazes de exercer a sua cidadania de forma construtiva e eficaz.

Participem ativamente na educação dos vossos filhos.


A importância da fruta

Existem, várias razões que nos devem levar a comer fruta, das quais se poderá destacar:


A fruta tem um sabor doce e agradável ao paladar de todos. Pode haver, no entanto frutas que podemos apreciar menos, mas a grande variedade de frutas permite-nos poder escolher.

A fruta é essencialmente constituída por água, de 90 a 95%.

A fruta não tem colesterol mau, que está presente em muitos dos alimentos que consumimos.

A fruta tem um efeito positivo no cérebro humano: estimula a memória. Pensar em cérebros jovens e em crescimento, em quem estuda e na importância da memória faz com que este benefício da fruta tenha efeito na opção pelo aumento do seu consumo.

Existe a ideia de que a fruta é cara, o que na verdade é certo, mas se fizermos a comparação com outros alimentos, devemos dar relevância às claras vantagens da fruta na nossa alimentação, e portanto, devemos optar pela substituição de alguns desses alimentos por fruta.

Comer fruta diariamente ajuda a manter um peso equilibrado e a prevenir doenças coronárias e cancro.

A fruta sendo um alimento rico em fibras é importante na nossa alimentação. Os alimentos ricos em fibra ajudam na luta contra a obesidade, a hipertensão e outros factores de doença. O consumo de fibras influência, ainda, no funcionamento do sistema digestivo.

A fruta age sobre o nosso humor, existindo constituintes na fruta que contribuem para combater a depressão e, a nível mais simples, promovem uma atitude otimista.

A fruta é versátil podendo ser consumida e confecionada de várias formas: em sumos de fruta caseiros (se optar por este método, deve consumir o sumo imediatamente, de modo a absorver todas as suas propriedades), puré, batidos, preparar saladas de fruta, misturar com outros alimentos, pode ser cozida, assada, pode-se comer com e sem casaca… enfim, da forma que desejar.

Existem, ainda, razões éticas. Para os vegetarianos ou para todos os que acham que nenhum animal deve ser sacrificado para alimentar as pessoas, a fruta é uma boa resposta.

E, ainda, existe a vantagem de podermos comer fruta em qualquer lado.